Política

Roselei, Rodson e Dimitri apontam falta de estrutura em Casa de Passagem e Centro POP

Vereadores Roselei, Rodson e Dimitri apontam falta de estrutura em Casa de Passagem e Centro POP

 

O vereador Roselei Françoso (Rede), representando a Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Relações do Trabalho (CDCDHRT) da Câmara Municipal, e os vereadores Rodson Magno do Carmo (PSDB) e Dimitri Sean (PDT) visitaram a Casa de Passagem e o Centro POP (Centro de Referência Especializado de Assistência Social para População de Rua) do município. A visita foi realizada em decorrência da audiência pública do dia 9 de outubro, quando foi discutida a questão dos moradores em situação de rua.

 

Os parlamentares constataram que tanto a Casa de Passagem, quanto o Centro POP encontram-se em situação preocupante e ofensiva à dignidade da pessoa humana. “Esses locais necessitam de urgente olhar, cuidado e intervenção por parte da Administração Municipal no que tange não só à reforma e manutenção do prédio inteiro, como de segurança para garantir o devido acolhimento aos moradores em situação de rua, além do desenvolvimento das outras atividades realizadas”, apontou Roselei.

 

A Casa de Passagem está localizada no bairro Vila Marina e oferece pernoite, banho e alimentação para pessoas em situação de rua e itinerantes. Já o Centro POP situa-se na rua São Joaquim, no centro da cidade, e promove o acolhimento e a inserção em atividades coordenadas por uma equipe multidisciplinar com assistentes sociais, psicólogos, terapeutas ocupacionais e educadores sociais, à população em situação de rua, além de também oferecer alimentação.

 

Os vereadores ressaltaram que o Centro POP realiza atendimentos individuais e coletivos, oficinas e atividades de convívio e socialização, além de ações que incentivem o protagonismo e a participação social das pessoas em situação de rua. O serviço fica prejudicado diante da realidade das condições do local e necessita de manutenção.

 

“Esses locais devem representar espaço de referência para o convívio social e o desenvolvimento de relações de solidariedade, afetividade e respeito. Entretanto, da maneira em que se encontram, ficam totalmente impossibilitados do cumprimento de suas funções sociais a contento. Precisamos de medidas urgentes”, argumentou Roselei.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira