Polícia

Polícia Militar, Civil e GM vão monitorar em vídeo comércio de São Carlos

 Polícia Militar, Civil e GM vão monitorar em vídeo comércio de São Carlos

Folha SCR

 

Além de Detroit (EUA), São Carlos será a única cidade a contar com um sistema de monitoramente de última geração. Com a missão de derrubar a criminalidade, o projeto City Monitor foi lançado nesta segunda-feira (14) na Prefeitura Municipal. O projeto vem para ampliar o vídeo monitoramento no comércio da cidade visando à prevenção de criminalidade.

 

O ponto chave é que o monitoramento contará com a interação entre Associação Comercial de São Carlos (ACISC), comerciantes, a Guarda Municipal, a Polícia Militar e Civil. São Carlos hoje tem 24 câmeras espalhadas pelo centro da cidade, mas com o City Monitor a previsão é que mais 30 sejam instaladas na região central.

 

“Esse projeto visa ampliação do vídeo monitoramento na cidade de São Carlos, vai permitir que o comerciante adquira uma câmera e a mesma imagem que ele tem consequentemente a GM a PM também. City Monitor vai possibilitar monitoramento ativo e passivo, e vai melhorar investigação dos crimes na cidade”, declarou Victor Bermudes, diretor do Cidade Monitorada, empresa que vende as câmeras ao prefeito Airton Garcia (PSB), ao diretor de Segurança Pública e Coordenação de Política Institucional da Secretaria de Governo, Samir Gardini, comandante da Guarda Municipal, Michael Yabuki, presidente da ACISC, José Fernando Domingues e outras convidados no lançamento.

No início do ano São Carlos recebeu um software que vai possibilitar a interação entre o comércio, a GM e a Polícia Militar e Civil. De acordo com o comandante da GM, Michel Yabuki, p projeto será um instrumento a mais para o trabalho da guarda. “Essas câmaras pertencem o comércio, mas vamos  ter acesso, não obrigatoriedade de se monitorar e em todo período, porém vamos ter acesso em todo momento quando for necessário  e em tempo real. Vai facilitar o serviço da GM”.

 

Samir Gardini disse que o projeto será integrado ao sistema Detecta, implantado pelo Governo do Estado em 2014. Hoje, o sistema conta com 3.144 câmeras em 1.497 pontos de todo o Estado de São Paulo. “Nós temos um projeto de cobertura total da cidade com vídeo monitoramento em pontos estratégico e com esse projeto lançado hoje (ontem) vamos iniciar com parcerias com associações voltadas para segurança pública. Estamos ampliando a possibilidade de monitoramento e prevenção”.

 

A ACISC é a primeira que está fazendo o convênio com a Prefeitura e a Polícia. O presidente da entidade disse que as primeiras 30 câmaras serão instaladas na região do Mercado Municipal, Vila Prado, posteriormente Santa Felícia (Miguel Petroni) e Antônio Blanco, regiões e ruas que têm fluxos maiores no comércio “Acredito que através do projeto e o comércio terá redução da criminalidade, o empresário vai ter mais tranquilidade vender e o cliente para comprar”, afirmou José Fernando Domingues.

 

Câmera. Com um preço subsidiado, a ACISC vai oferecer a câmera por R$ 1 mil. As imagens serão criptografadas e salvas nas nuvens. O sistema vai permitir expansão em vários pontos da cidade, uma vez que o  City Monitor não tem limite físico porque a estrutura  necessária  é apenas uma conexão a internet no próprio estabelecimento comercial. A partir de agora quem for associado da ACISC já vai poder adquirir a Câmera.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira