Cidade

72 caminhões de lixo são retirados no primeiro dia de limpeza de Ecoponto em São Carlos

72 caminhões de lixo são retirados no primeiro dia de limpeza do Ecoponto do São Carlos VIII

 

A imagem impressiona. São toneladas de lixo espalhados dentro e no entorno da área do Ecoponto do São Carlos VIII, localizado na principal avenida do bairro. “Isso aqui é um descaso. As pessoas vêm de caminhão e despeja tudo, de qualquer jeito”, lamenta o morador Adão Castelo Batista.  

 

Há um mês, o Ecoponto foi limpo e fechado para reforma. Nem mesmo a cerca foi capaz de evitar o descarte irregular dos resíduos. No último sábado (7), a Prefeitura de São Carlos, por meio das secretarias de Serviços Públicos e de Saúde e voluntários de outras pastas, começou uma nova limpeza no local.  Só no sábado foram retirados 72 caminhões de sujeira e o trabalho continua. “A limpeza seguirá durante toda a semana. Vamos refazer a cerca e deixar um funcionário no local para orientar a população. O Ecoponto do São Carlos VIII estará fechado para reforma. O descarte de pequenas quantidades de resíduos e entulhos deve ser feito no Ecoponto do Jardim Ipanema, na rua Renato Talarico Lima Pereira com Rua Miguel Petrucelli”, afirmou o secretário de Serviços Públicos Mariel Olmo.  

 

O trabalho contou com a ajuda dos agentes de Combate a Endemias. “Nós estamos removendo os volumosos, sofás, armários e materiais que podem servir de abrigo para animais como escorpiões, aranhas, ratos, além de materiais que podem se transformar em criadouros de mosquito, como vasos sanitários, plásticos e isopor que acumulam água da chuva”, contou Denise Scatolini, chefe da Equipe de Combate a Endemias.

 

O descarte de entulhos e resíduos em locais inadequados é um problema para a população e meio ambiente. “Encontramos aqui lixo doméstico, roupas, materiais que podem ser reciclados, doados, reaproveitados. É importante fazer o descarte correto dos resíduos. Isso ajuda o meio ambiente e a saúde. Um lixo descartado de maneira correta não atrairá vetores como ratos, baratas e mosquitos. Não vai obstruir as vias, atrapalhar o trânsito e haverá contaminação ambiental. Nós temos que separar o máximo possível, usar a coleta seletiva e assim diminuir o lixo que vai para o aterro”, afirmou Anabella Correa, funcionária da Secretaria de Serviços Públicos, especialista em Gestão de Resíduos.

 

São Carlos tem 4 ecopontos em funcionamento, em breve, outros dois serão abertos. Mas é necessário usar o ecoponto de maneira correta para evitar cenas como a do São Carlo VIII. “Os ecopontos são locais para o descarte de resíduos da construção civil, volumosos e até material para a coleta seletiva. Mas é um local para pequeno descarte, no máximo uma carroceria de uma pick-up de pequeno porte. Volumes maiores devem ser encaminhados para as empresas que estão autorizadas a receber esses resíduos e é necessário pagar por esse descarte”, explicou Mariel Olmo.

 

Vale lembrar que não podem ser encaminhados para os ecopontos: gesso, espelhos, lâmpadas, tinta, amianto, dentre outros resíduos perigosos. O descarte irregular de entulhos e resíduos é considerado crime ambiental e pode ser denunciado na ouvidoria pelo telefone 3362-1080 ou pelo 156. Quem quiser informações sobre as empresas que recebem resíduos no município pode ligar para 3362-1300.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias