Cidade

SAAE flagra 58 casos de ‘gatos’ neste início de ano em São Carlos

SAAE flagra 58 ‘gatos’ neste início de ano em São Carlos

 

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) registrou 58 casos de ligações clandestina nestes primeiros quatros meses de 2018. O número representa   38,4% em relação às ligações clandestinas flagradas nos 12 meses do no ano passado- 151 casos. A autarquia ainda flagrou 60 casos de fraude no hidrômetro.

Os principais locais autuados pelo SAAE foram residências e comércios.

Nas últimas semanas à imprensa local noticiou diversos flagras no município.

No dia 3 de abril os funcionários do SAAE localizaram uma ligação clandestina de água em uma chácara na rua Lourenço Innocentini, no Parque Sabará.

No entorno da piscina os funcionários encontraram torneiras com fluidez de água, que quando acionadas não registravam consumo no hidrômetro.

O proprietário do imóvel, um idoso de 71 anos, informou que a água que saia dessas torneiras seria de um poço artesiano que possuía na propriedade, porém os funcionários ficaram desconfiados por causa do tamanho da pressão que saia das torneiras. 

Durante uma vistoria pela propriedade eles acabaram encontrando uma caixa de passagem de encanamentos, a qual continha um registro. Quando fechado não saiu mais água nas torneiras no entorno da piscina, constatando assim a ligação clandestina feita junto à rede pública de água.

A água que não era contabilizada pelo hidrômetro era usada na piscina, no campo de futebol, na área de lazer e abastecia um lago.

Outro flagra foi realizado no dia seguinte. O SAAE descobriu o “gato” instalado em um salão de festas, na rua Benedito de Souza, no Jardim Nova São Carlos.

Os fiscais foram até o local apurar o motivo do baixo consumo de água e acabaram encontrando a ligação clandestina que abastecia o salão e uma piscina. 

O presidente do SAAE, Benedito Marquezin, disse que a autarquia não tem estimativa de quanto teve de prejuízo dos furtos de água.

“Tem que fazer a ligação correta e avaliar durante três meses a média do volume de água gasto e comparar com o período que tinha a ligação clandestina”.

Marquezin informou que o SAAE está desde o ano passado  agindo a fim de diminuir as ligações clandestinas.

Ele explicou que o SAAE descobre os ‘gatos” por três motivos. “A pessoa gasta um determinado volume por mês, se abaixar um mês, pode ser que a família está de férias. Mas se persistir dois, três meses alguma coisa tem e o fiscal vai até o local. “Outra forma é a denuncia de algum vizinho e também a fiscalização aleatória, quando um fiscal circula por algum bairro”.

A cidade tem atualmente 106 parques de hidrômetros e para o SAAE o número de irregularidades é considerado baixo. Mas a autarquia vai continuar fazendo pente-fino para flagrar mais ligações clandestinas.

 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos