Região

Escola Municipal de Ibaté desenvolve projetos no mês de abril

O mês de abril foi marcado pelos projetos desenvolvidos na escola municipal “Julio Benedicto Mendes”, em Ibaté. Durante todo o mês, os docentes abordaram a questão do bullying, a importância da leitura e a relevância da preservação da história do nosso país.

 

Para o diretor da unidade de ensino, Alexandre Moraes Gaspar, as crianças e adolescentes passam a maior parte do tempo na escola e ela tem função de estimular o desenvolvimento das aptidões, do senso crítico, da aprendizagem e da formação de cidadãos que sejam capazes de conviver em sociedade. “Dentro da proposta pedagógica adotada, acreditamos que através de projetos os alunos têm a oportunidade de aprender conceitos que possam levar por toda a vida, como conviver em harmonia, respeitar o próximo, aprender trabalhar em grupo, ser criativo, ter uma linguagem bem desenvolvida, constituir uma leitura de mundo de forma inteligente e que lhe abra novas perspectivas, ser perceptivo aos fatores críticos, dentre outros”.

No dia 18 de abril foi comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil. A data não foi escolhida ao acaso: trata-se de uma justa homenagem a Monteiro Lobato, escritor que, como poucos, se dedicou à literatura infantil no Brasil. Para Gaspar, essa data é de extrema importância ser enfatizada porque o uso da tecnologia está fazendo os estudantes esquecerem os livros.  “O objetivo da comemoração do Dia do Livro Infantil foi incentivar, ainda mais, o hábito da leitura, já que, infelizmente, o avanço das tecnologias está fazendo as pessoas perderem esse gosto. A leitura é essencial na vida das pessoas para que entrem em contato com novos assuntos e consigam criar um bom senso crítico, por isso, deve ser estimulado ainda na infância para que o indivíduo aprenda desde pequeno que ler é algo importante e, acima de tudo, prazeroso. Sendo assim, investir na leitura é o primeiro grande passo para chegar ao sucesso”, ressaltou.

Em relação ao Dia do Índio, comemorado no dia 19 de abril, a escola realizou homenagem a ampla diversidade de povos que tiveram papel fundamental na formação cultural e étnica da população brasileira. Para a coordenadora Rosangela Cruz, a população indígena desenvolveu uma rica cultura formada por diversos costumes, línguas e saberes que ainda se mostram vivos no interior da sociedade brasileira. “Esta importante data serve para lembrar e reforçar a identidade do povo indígena brasileiro. A comemoração do Dia do Índio faz homenagem a uma ampla diversidade de povos que tiveram papel fundamental na formação cultural e étnica da população brasileira” comentou.

E para finalizar o primeiro bimestre, o Projeto Bullyng foi colocado em pauta através de leituras, filmes e discussões. Segundo Gaspar, é imprescindível que o tema seja abordado para que ocorra uma reflexão sobre os comportamentos, não só no ambiente escolar, mas na sociedade. “Trabalhar o tema a partir da perspectiva de melhorar a convivência na escola permite avançar no fortalecimento da cultura democrática. Abordar a noção do “outro” como semelhante implica no reconhecimento das diferenças e, ao mesmo tempo, a afirmação da sua condição de igualdade de direitos. Acreditamos que prevenindo atitudes e eliminando comportamentos agressivos será possível formar cidadãos sensatos, livres de preconceitos, determinados e mais seguros, que saibam lidar melhor com o cotidiano sem fazer o uso de agressões físicas, verbais e/ou psicológicas. Como de praxe, os professores desenvolveram os projetos de forma brilhante, estimulando os alunos a refletirem sobre suas atitudes, transformando a realidade e colaborando com a formação integral do ser humano, tendo como fundamento os valores éticos. Eles são comprometidos com a formação dos alunos, construindo as bases sólidas que sustentarão os sonhos de um Brasil mais justo e melhor”, explicou.

O prefeito José Luiz Parella (PSDB) parabenizou a direção da unidade de ensino pelas atividades realizadas. “A escola Julio Mendes abordou temas importantes durante o mês de abril. Primeiro com Cultura e depois um assunto que muito preocupa nos dias de hoje, que é o bullying. Isso faz com que os alunos reflitam e até mesmo evitem comportamentos hostis contra os amigos”, observou.

A assessora de Educação, Fatima Vaz Heck, destaca que essas ações são importantes e acabam desenvolvidas em toda a rede de ensino municipal. “Sempre buscamos o melhor ensino para os nossos alunos, então, atividades extraclasses são desenvolvidas para que eles possam ter um aprendizado mais eficaz e também assimilar melhor o conteúdo”, analisou.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

4

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

5

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa