Polícia

Após ficar trancada, doméstica se joga de sacada e fratura a perna

Marcos Escrivani/ São Carlos Agora

 

Um grave acidente aconteceu no início da tarde desta terça-feira, 3, em uma casa no Residencial Damha, quando uma mulher de 42 anos, que sofre de Claustrofobia, fraturou a tíbia e fíbula da perna esquerda.

A vítima, uma doméstica, trabalhava na sacada do piso superior da casa quando, por motivos apurados, a porta se trancou.

Por sofrer de Claustrofobia e vendo-se trancada, entrou em pânico e se jogou da sacada, sofrendo uma queda de aproximadamente três metros de altura.

Com a queda, a doméstica sofreu múltiplas fraturas na perna esquerda e foi socorrida pela Unidade de Suporte Avançado (USA) do Samu à Santa Casa, onde deverá passar por procedimento cirúrgico e permanecer internada.

O QUE É CLAUSTROFOBIA

A claustrofobia é um medo irracional de permanecer em ambientes fechados e apertados, que pode gerar uma crise de pânico em pessoas que sofrem desse problema, ao estarem dentro de elevadores, residências, metrôs, tubos de ressonância magnética, entre outros.

Pessoas claustrofóbicas têm uma percepção alterada do espaço, percebendo-os menores do que realmente são, além do sentimento de prisão e impotência. Elas têm a impressão psíquica de que o ambiente encolhe e vivenciam sintomas típicos do pânico como sudorese, taquicardia, tontura, falta de ar, boca seca, entre outros.

Mas o que causa a claustrofobia? Na verdade, as causas desse problema não foram totalmente elucidadas, mas sabe-se que alguns fatores contribuem para essa fobia. (fonte: Clínica da Hipnose).

Foto: Maycon Maximino/SCA

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos