Esporte

França elimina Uruguai e vai à semifinal da Copa

A seleção francesa não foi ameaçada em nenhum momento do jogo. Foto: Jason Cairnduff/Reuters/Direitos reservados/Agência Brasil.

 

Ag Brasil

 

A França eliminou o Uruguai e agora espera o vencedor de Brasil e Bélgica para o confronto nas semifinais da Copa. A vitória de 2 a 0 foi construída com tranquilidade. Varane e Griezmann, contando com uma falha do goleiro uruguaio, construíram o placar.

A seleção francesa não foi ameaçada em nenhum momento do jogo. A defesa não teve dificuldade para proteger sua área. Já o Uruguai sentiu a ausência de Cavani. Parceiro de Suárez no ataque, ele ficou de fora da partida por lesão e isso comprometeu o jogo de sua seleção. Suárez pouco participou no jogo, isolado na frente.

O jogo

A França começou o jogo tomando a iniciativa e atacou o Uruguai. A defesa celeste, no entanto, conseguia se segurar e não deixava a bola chegar com perigo ao goleiro Muslera. Era também um jogo de muitas faltas. Aos 14 minutos, a França perdeu uma chance clara de gol. Giroud recebeu cruzamento na área e escorou para Mbappé. Sem marcação, na frente do gol, o francês cabeceou errado, por cima do gol.

Copa 2018, França e Uruguai, Lances   REUTERS/Jason Cairnduff
Copa 2018, França e Uruguai, Lances REUTERS/Jason Cairnduff - Jason Cairnduff/Reuters/Direitos reservados

O Uruguai tentava responder nos contra-ataques, mas a ausência de Cavani fazia diferença. Em um ataque em velocidade, com o time francês ainda voltando, Stuani, substituto de Cavani, errou um passe importante. O time sul-americano não conseguia ameaçar e sofria nas ligações entre meio-campo e ataque.

A seleção uruguaia, que só tinha recebido um cartão amarelo na Copa inteira, recebeu mais um, com o mesmo jogador. Bentancur cometeu falta perto da área e levou seu segundo cartão na Copa.

E foi exatamente na cobrança dessa falta de Bentancur que, aos 39 minutos, a França conseguiu abrir o placar. Griezmann cobrou falta na área e Varane se desvencilhou da marcação e cabeceou no canto de Muslera. O Uruguai respondeu ainda no primeiro tempo, da mesma forma. Após cruzamento na área, Cáceres cabeceou no canto, mas Lloris fez uma grande defesa. Por pouco o gol de empate não saiu.

O segundo tempo começou com o Uruguai mais presente no ataque, mas com os mesmos problemas ofensivos. Suárez pouco tocava na bola e não tinha chances de gol. A França atacava menos, mas atacava. E foi em um desses ataques que saiu o segundo gol. Griezmann recebeu de fora da área e arriscou. O chute saiu forte, com efeito, e o goleiro falhou. Muslera tentou afastar e acabou espalmando para dentro do próprio gol. Lance infeliz de um dos grandes goleiros da história do Uruguai.

O gol levou o time uruguaio para o ataque de qualquer maneira. O time tentava chegar, mas sem organização. As chegadas pelo meio eram interceptadas pela defesa e os cruzamentos não chegavam na cabeça dos atacantes. Isolado e bem marcado, Suárez participava pouco do jogo. Nos últimos minutos de jogo, o time já sentia a eliminação próxima. Com a bola ainda rolando, o zagueiro Giménez não segurava as lágrimas.

A França avança, fazendo uma campanha melhor do que na Copa anterior. Em 2014, foi eliminada pela Alemanha nas quartas-de-final. Agora, poderá ter o Brasil pela frente, caso a seleção brasileira avance à semifinal.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos