Automóveis

Carros elétricos terão que emitir ruídos

Estadão

A União Europeia vai exigir que as fabricantes instalem um sistema de alerta acústico em modelos elétricos. Como os carros movidos a bateria não emitem nenhum ruído, eles tendem a ser mais perigosos para pedestres, que podem não ouvir a aproximação do veículo.

Os carros deverão emitir algum tipo de barulho a velocidades abaixo de 20 km/h e ao dar marcha a ré. Cada montadora poderá criar um ruído especial para seus veículos, mas ele precisará estar relacionado à velocidade do carro. Também deverá ao menos lembrar o de um motor a combustão.

Todos os carros novos deverão ter que vir com o sistema a partir de 2021. A ausência de ruído é particularmente arriscada para pedestres cegos ou com dificuldade de visão. Apenas o ruído dos pneus não é suficiente para alertar da presença de um veículo.

Elétricos têm mais chances de acidentes

Uma pesquisa inglesa divulgada pela ONG Guide Dogs em 2017 mostrou que carros híbridos e elétricos têm chance 40% maior de se envolver em acidentes e ferir pedestres.

Alguns modelos elétricos já possuem o sistema. Jaguar I-Pace e Audi e-tron já emitem um ruído leve quando estão em funcionamento ou se movimentando.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos